quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Enfim.. coragem!

              Bom, depois de algumas semanas, neste respectivo momento a força de vontade chegou para eu fazer um novo post - nossa que enchimento de salsicha. Estava eu assistindo o vlog de Felipe Neto, e de uma hora para outra eu pensei - abre aspas - Nossa eu tenho o que postar - fecha aspas e bom meu teclado não as tem, se tiver não sei onde estam.
              Durante esse tempo algumas coisas aconteceram, tipo o meu aniversário que foi dia 17 deste mês e as últimas provas do colégio - férias finalmente. Bom neste final de semana vai acontecer a festa de comemoração do meu querido dia. Vai ser ate que legal - vou ganhar presentes, não que  eu nunca ganhei é porque esses serão melhores, foi eu que escolhi alguns os outros eu adorei - terá feijoada que eu amo e churrasco e sim a melhor parte eu vou ganhar o box com as cinco temporadas de Supernatural - pai eu te amo.
             Eu viajarei para Acari no final do mês e serei muito feliz, pois muitas coisas me esperam! Ora quem não gosta de matar as saudades da família e da comida da vó e além do mais dormir sem ter hora para acordar. Vai ser muito bom, porque depois de muitos anos eu vou passar o Natal por lá - finalmene livre do natal em Natal a cidade em festa, blábláblá. O natal aqui é horrível, é bom para que pode e gosta de álcool, pois é so o que tem no natal da minha família paterna, aff - eu não ganho nenhum presente.
               Eu li os livros de Lewis Carrol que são: Alice no país das maravilhas, E Alice através do espelho e o que ela encontrou por lá. Depois de lê-los eu descobrir que o filme de... É daquele diretor que Larissa venera, é a mistura dos dois livros, AHHHHH! Como eu sou esperta, humf! Eu prefiro os livros ao filme, concerteza.
              Assistindo  Felipe Neto ontem - são 00:04, ou seja, eu comecei a teclar esse post ontem - descobrir o que significa Caralho - que vergonha de minha ignorância. É eu não vou explicar, pois estou com preguiça e eu tenho que ir lavar a louça, então... Eu gostaria de ter a consciência de que ao término de um texto sempre há uma conclusão.
Tchau e até... Só Deus saberá quando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário